Notícias‎ > ‎

Equipe Brasileira da Vela nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 (c/ Resultados Diários)

postado em 26 de jul de 2012 07:34 por Pedro Quezada   [ 7 de ago de 2012 08:48 atualizado‎(s)‎ ]
Robert Scheidt e Bruno Prada recebem o bronze em Londres 2012 (Weymouth and Portland)
Vídeo do Final da Medal Race em que Robert Scheidt e Bruno Prada garantem a medalha de Bronze para o Brasil: http://r7.com/w820

 

Reinaldo Conrad: Como Tudo Começou na Vela Brasileira...

 


Amigos,

Finalizei as Olimpiadas na 13a colocação entre os 49 velejadores... fiquei distante do objetivo da medalha... Nao foi uma semana feliz, cometi erros na minha velejada e o resumo é que 12 caras foram mais competentes que eu.
Agradeço
 o apoio de todos em especial familia, amigos, meu técnico Bruno Di Bernardi, Comite Olimpico, CbvmUnimed Grande FlorianópolisEletrosul, Governo de Santa Catarina e Age do Brasil, PERSONAL TRAINING STUDIO,Nob MultisportsÓculos Bollé Brasil,@Icsc Veleiros da Ilha que acreditaram e me ajudaram nessa jornada. 
O esporte é assim... apenas um vence e me preparei para que fosse eu... agora descansar que novos desafios vem pela frente. 
obrigado e bons ventos!








Entrevista de Jorge Zarif para o Jornal da Record: 
http://r7.com/Nmfj

Programa das Regatas (horário local de Weymouth)

dia 02 - regata treino raia west às 13:40 
dia 03 - regatas 1 e 2 na raia west às 12:00 
dia 04 - regatas 3 e 4 na raia south as 14:00 
dia 05 - regata 5 na raia west às 14:00 e regata 6 na raia nothe às 15:30
dia 06 - reserva ou descanso 
dia 07 - regatas 7 e 8 no harbour às 12:00 
dia 08 - regatas 9 e 10 no harbour às 12:00 
dia 09 - descanso 
dia 10 - medal race na raia nothe às 13:00
**Sujeito à alterações

Resultados Parciais (Fonte http://www.facebook.com/programamarbrasil) :
Equipe Brasileira de Vela (Curta as "Fan Pages" dos atletas no Facebook clicando no nome de cada um):

Classe 470 feminino
Fernanda Oliveira (19/12/1980) e Ana Barbachan(15/08/1989)
Velejadora gaúcha, Fernanda vai disputar sua quarta edição das Olimpíadas. Em Pequim/2008, ao lado de Isabel Swan, ela conquistou o bronze, a primeira medalha da vela feminina brasileira em Jogos Olímpicos. Em Londres/20012, ela velejará com nova parceira, a também gaúcha Ana Barbachan. As duas estão em décimo lugar no ranking mundial da classe 470 feminina, melhor colocação da carreira da dupla.





Finn
Jorginho Zarif (30/09/1992)
Aos 19 anos, Jorginho é o mais jovem atleta da vela brasileira em Londres. Vindo de uma família de velejadores, ele ficou próximo da vaga olímpica em Pequim/2008, mas acabou em segundo lugar na seletiva nacional. Mais experiente, em 2012 ele não deu chances aos rivais. Campeão mundial júnior em 2009, é apontado como grande revelação da vela brasileira e já foi elogiado pelo tricampeão olímpico inglês Ben Ainslie.




Laser
Bruno Fontes (25/09/1979)
O catarinense é o atual vice-líder do ranking mundial da classe Laser, após atuações regulares desde o ano passado. Os Jogos de Londres serão sua segunda experiência olímpica, após a estreia em Pequim/2008 em 27º lugar. Em 2012, seu melhor resultado foi o vice-campeonato na Semana Olímpica de Miami, nos EUA, etapa dos EUA da Copa do Mundo de vela da Isaf.





Laser Radial
Adriana Kostiw (16/03/1974)
Velejadora paulista, Adriana vai disputar em Londres sua segunda Olimpíada. A estreia foi em 2004, ao lado de Fernanda Oliveira na classe 470 - as duas terminaram em 17º lugar. Desde então, ela mudou para a classe Laser Radial. Conquistou a vaga para o Brasil no Mundial de Perth, em dezembro, e confirmou a vaga na seletiva brasileira, em Búzios, em fevereiro.





RS:X feminina
Patricia Freitas(10/03/1990)
A windsurfista carioca é uma das atletas em ascensão da equipe nacional. Disputou os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, quando ficou em 18º lugar, e, no ano passado, garantiu a vaga olímpica para o Brasil no Mundial de Perth. Em 2011, ficou entre as 15 primeiras em todas as etapas da Copa do Mundo que disputou, incluindo um sexto lugar em Miami, nos EUA, e um oitavo em Medemblik, na Holanda. Na Semana Pré-Olímpica de Weymouth, no ano passado, foi a 11ª.




RS:X masculina
Ricardo Winicki, o Bimba (08/05/1980)
Um dos maios experientes da equipe, Bimba vai disputar sua quarta Olimpíada. Ele foi campeão mundial em 2007 e chega aos Jogos de Londres após meses de preparação específica para as condições de Weymouth. Em abril, por exemplo, ele trouxe ao Brasil o português João Rodrigues para treinar em Búzios. Sua melhor participação olímpica aconteceu em 2004, quando ele foi o quarto colocado.





Star
Robert Scheidt (15/04/1973) e Bruno Prada (31/07/1971)
Maiores estrelas da equipe brasileira, Robert e Prada chegam em grande momento à reta final para os Jogos de Londres. Eles acabaram de conquistar o tricampeonato mundial da classe Star, inédito no Brasil, e vêm de 12 títulos nos últimos 13 eventos disputados desde maio de 2011. Esta será a quinta Olimpíada de Scheidt, que já conquistou quatro medalhas (dois ouros e duas pratas), e a segunda de Prada, que levou uma medalha (prata). Em Weymouth, os dois vão defender o vice-campeonato olímpico conquistado em Pequim/2008.



A Confederação Brasileira de Vela e Motor tem o patrocínio do Bradesco por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal, e apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Travel Ace.

Sobre o Bradesco:
O Bradesco é um dos bancos líderes do setor financeiro no Brasil. Fundado em 1943, cresceu e evoluiu acompanhando as tendências e os ciclos econômicos do País. Dispõe de uma ampla rede de atendimento, com mais de 47,7 mil pontos em todo o Brasil. O atendimento aos clientes está segmentado poráreas de especialização, de acordo com o perfil de cada cliente. Seu modelo administrativo preserva o compromisso com as boas práticas de governança corporativa, proporcionando uma política de dividendos que oferece retorno atraente aos seus acionistas e o reconhecimento de sua atuação nas questões socioambientais. É ainda um dos maiores empregadores da categoria no País. O Grupo Bradesco de Seguros e Previdência é líder no mercado de seguros, previdência e capitalização, entre os conglomerados que atuam no setor na América Latina.

Mais informações pelo facebook da Confederação Brasileira de Vela e Motor
Comments